Após retração, oferta de vagas efetivas aumentam no Brasil

O cenário brasileiro é desafiador para a maioria das empresas. Após meses de retração, congelamento de contratações e redução de equipes, o horizonte começa a clarear: de acordo com levantamento feito pela Randstad, multinacional de soluções em recursos humanos, a oferta de vagas para empregos efetivos cresceu 40% nos primeiros 5 meses de 2017, quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

O efeito se deve, em parte, à retomada de confiança e segurança dos empresários, que começam a preparar suas equipes para um cenário de recuperação. “Em 2016, as empresas fizeram muitas mudanças no quadro de funcionários. O que se observa é que quem já reduziu equipe, agora procura por colaboradores efetivos, porém com uma seleção mais exigente e atenta às reais necessidades da companhia.” explica, o gerente de contas corporativas da Randstad.

Enquanto as posições efetivas apresentam crescimento, as vagas para temporários se mantiveram estáveis no início do ano. De acordo com o levantamento da consultoria, não houve um aumento ou decréscimo significado nos primeiros meses de 2017, apesar da queda em oferta dessas vagas em dezembro de 2016, época em que o mercado é tradicionalmente aquecido pelo varejo.

“Apesar desta queda em contratações temporárias no final do ano passado, que já era esperada, o aumento da procura por efetivos demonstra confiança no negócio, pois é um vínculo empregatício a longo prazo”, defende o gerente de contas que acredita em um início de retomada dos contratantes brasileiros.

 

 

Fonte: www.mundorh.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *