Custos de uma má contratação e o papel estratégico do recrutamento

Dados amplamente divulgados pelo Departamento de Trabalho dos Estados Unidos, o U.S. Department of Labor, revelam que o custo de uma escolha equivocada na hora de selecionar um profissional pode chegar a 30% do salário anual de um colaborador. O número por si só já bastaria para demonstrar o impacto que uma má contratação pode trazer às empresas. No entanto, as consequências vão muito além do prejuízo financeiro, atrapalhando engrenagens chave do negócio, além de desestruturar equipes e atrasar o lançamento de projetos, por exemplo. Na base dessa questão está a necessidade cada vez maior de as companhias enxergarem o recrutamento como uma área estratégica e não apenas como um simples apoio na hora de contratar ou substituir um funcionário.

O que se pode constar atualmente é que a estrutura interna de seleção de boa parte das organizações não dá o devido valor estratégico à área, já que são extremamente enxutas e não conseguem atender de forma abrangente, nem dedicar muito tempo, à quantidade de demanda recebida.

Nesse cenário, ganha importância a busca por uma consultoria de RH consolidada, com experiência e que tenha contato com os melhores candidatos aptos a ocuparem a posição em aberto. Apostando em processos simples, modernos e ágeis, no qual o foco é justamente ser abrangente e alcançar muitas fontes, tudo pensado para que o cliente encontre a melhor alternativa para preencher a posição, as boas consultorias lançam mão de todos seus contatos – no caso da Vertico Human Capital, eles ultrapassam as barreiras nacionais e abrangem toda a América Latina, Ásia, América do Norte, Europa e África – para transformar a seleção em uma ação planejada, orientada e certeira.

O que muitos podem ver como um custo desnecessário é na verdade um momento estratégico e vital para qualquer empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte. Contar com especialistas é a melhor e mais sábia decisão, já que se uma engrenagem fundamental de uma empresa não funciona, toda a máquina pode parar. Aí, sim, os gastos serão incalculáveis.

 

Fonte: www.mundorh.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *